O mundo em boas mãos.

O recentemente nomeado ministro da cibersegurança do Japão, Yoshitaka Sakurada é responsável pelos preparativos relacionados com a segurança informática dos Tokio Summer Games 2020, mas  disse no parlamento que nunca na sua vida usou um computador. 

Aos 68 anos, Sakurada foi nomeado para o cargo no último mês pelo primeiro-ministro Shinzo Abe, sem nunca ter ocupado um cargo governamental em 22 anos de parlamento.

A declaração polémica surgiu na reunião parlamentar da passada quarta-feira, quando o novo ministro foi questionado pela oposição sobre a sua literacia informática. O mesmo deputado quis saber se Sakurada acha adequado que o cargo de ministro da cibersegurança seja ocupado por alguém sem qualquer conhecimento de causa. O ministro afirmou que as políticas são definidas por várias pessoas do seu gabinete e do governo, pelo que está confiante de que não haverá problemas.

Esta não é a primeira vez que as declarações de Sakurada causam estranheza no parlamento. Numa outra reunião parlamentar, o ministro  afirmou que os Jogos Olímpicos vão custar ao Japão 1.500 ienes (cerca de 12 euros), em vez de 150 mil milhões de ienes. 

Comentários